quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Record segue sua estratégia de perturbar a Globo

Mais um episódeo da divertida disputa por audiência (ou simpatia do consumidor) entre a Rede Globo e a Rede Record, desse vez protagonizada pela vinheta de divulgação da nova temporada de A fazenda, da Record.

Eu não havia percebido, mas na vinheta aparece um robozinho-câmera com rodinhas parecido com aquele utilizado nas chamadas do Big Brother Brasil, que é perseguido e chifrado por uma vaquinha que o expulsa da tela da TV enquanto entra na sequência a logo "A Fazenda".

Seria trágico, se não fosse divertido, ver que as emissoras trocam farpas com as armas que têm nas mãos: a Globo elabora matérias jornalísticas divulgadas em seus noticiários de maior audiência e credibilidade diante da opinião pública (na qual eu não me incluo...) colocando o dedo na principal ferida da Rede Record: a Igreja Universal e os bens do seu bispo/presidente.

Enquanto isso, com mais deboche e menos poder de fogo, a Record segue apenas no âmbito da provocação infame. Quando utiliza os recursos jornalísticos contra a influência da Globo na sociedade e política do país, os divulga na íntegra através de sua programação da madrugada, aquela que praticamente só seu público mais fiel, além de pessoas com insônia, assistem, numa demonstração clara de precaução e recuo diante de uma luta em campo aberto. (Se bem que esse programa tem superado a audiência do Programa do Jô, e não foram poucas vezes...)

Sobre o assunto da vaquinha de A Fazenda perseguindo a câmera do BBB, obviamente está sendo levado em juízo pelo departamento responsável do concorrente chifrado...