terça-feira, 13 de julho de 2010

Lula, o filho do Brasil... quem é esse cara?!

Só a título de curiosidade, o filme Lula, o filho do Brasil, que estreou em janeiro de 2010, recebeu em seu segundo final de semana o número de 102 mil expectadores, ou seja, 49% menos audiência do que em sua estréia no final de semana anterior. (Veja a fonte)

Só para que se tenha uma noção, o filme Alvin e os esquilos 2, teve no mesmo fim de semana a venda de 640 mil entradas, 6 vezes mais que a história de Lula.

Segundo a crítica especializada, para um filme que estreou em 430 salas, o público que prestigiou o mais aclamado e bem avaliado presidente da história do Brasil foi baixíssimo.

A despeito de toda a campanha de marketing, o longa vendeu, no final de semana de estréia, 193 mil ingressos. Para se ter uma idéia do que isso significa, Se Eu Fosse Você 2, o campeão nacional de 2009, atraiu 560 mil espectadores na abertura. Já o filme inspirador, Dois Filhos de Francisco, conquistou, de saída, 266 mil pessoas.

Fica aqui uma pergunta: será que a figura do Sr. Luis Inácio da Silva foi realmente separada da pessoa do político Lula, e sobre a história do primeiro ninguém se interessou?

Se foi, o departamento de marketing político dos candidatos por aí deveria considerar a seguinte questão: colocar a mulher e filhos do candidato no palanque e contar sua virtuosa história de vida não gera votos.

O povo quer é bola na rede, político que saiba trabalhar e fale sobre soluções, e não sobre si próprio. Estamos diante de uma luz no fim do túnel? Quem sabe...