quinta-feira, 28 de julho de 2011

Por que o Programa do Chaves ainda tem audiência? Simples...

Existem alguns fenômenos que parecem inexplicáveis. Mas só parecem. Um deles é a audiência de Chaves no SBT, capaz de superar programas tradicionais e fazer muita gente largar o controle remoto e ficar por ali.

Nesse último dia 19 de julho, Chaves mais uma vez foi líder de audiência, em plena terça-feira, por volta das 13h e 14h. Mas por quê programas como Chaves ainda são capazes de reter a audiência de pessoas de todas as idades, mesmo sendo repetidos centenas de vezes? A resposta a essa pergunta a banda Titans já deu bem antes de Chaves começar a pintar aqui na telinha Brazuca: "A gente não quer só dinheiro, a gente quer dinheiro e felicidade...".

Quem não se lembra dos Trapalhões quando ainda eram 4 e faziam piadas inocentes, com trapalhadas no melhor estilo "O Gordo e o Magro"? Esse é o teor da diversão: pessoas simples, fazendo coisas simples e atrapalhadas despretenciosas inocentemente. 

Coloque Chaves no mesmo horário de Casseta e Planeta ou de Tom Cavalcanti com toda aquela baixaria,  para ver a divisão de audiência... E quem aguenta aquele programa "A turma do Didi", ou a "Escolinha do Gugu"? Infelizmente nossos programas humorísticos são da pior qualidade, apelativos e impossíveis de serem assistidos com uma criança de 8 anos pelo alto teor apelativo e de piadinhas de duplo sentido.

É por isso que Chaves dá audiência: não há concorrência hoje em rede nacional para promover a diversão leve, inocente e descontraída similar a esse antigo programa mexicano. Chaves ainda é capaz de promover alguns minutos de descontração unindo pessoas de todas as idades na mesma sala.

As pessoas querem alguns momentos de felicidade sem constrangimento. A mídia e os veículos de comunicação pensam que evoluíram, mas os sentimentos humanos são imutáveis. Seus desejos e ansiedades são os mesmos, por mais que pareçam mais maduros, cultos e evoluídos cientificamente. O homem ainda precisa do amor verdadeiro, da amizade sincera e do calor do próximo, e quando tem a oportunidade de conviver com coisas tão simples quanto seu instinto verdadeiro, ele se agarra e vive intensamente esse momento. 

É por isso que Chaves permanece: por colocar-nos frente a frente à nossa verdadeira identidade e nosso desejo de sermos felizes na simplicidade dos sentimentos.

.........................

Visite a Livraria Cultura e dê um vale presente a quem você ama!