segunda-feira, 4 de junho de 2012

Guerra Civil no Brasil em pleno 2012

Você pode até estranhar o título desse post, mas não o despreze totalmente. Reparei que de uns tempos para cá muitos usuários do Facebook têm feito apologia ao militarismo, convocando a sociedade em aceitar que uma possível intervenção militar seria a saída para colocar a baixo toda aquela corja de corruptos que estão representando a nação brasileira a décadas, tirando a cada dia nosso patriotismo e nosso gosto em dizer bem alto: Sou Brasileiro!

E escrevo aqui para colocá-lo a pensar que essa saída não é toda ruim. Porém, antes que se fale mais sobre os benefícios de uma ditadura (imagine só, estão com saudades até da ditadura!!), quero coloca-lo a pensar o quanto custa chegar à conclusão de uma tomada de poder nessas circunstâncias.

O fato é que estaríamos engajados em uma guerra civil, onde uma parte da população formada por empreendedores, intelectuais e inconformados com as barbaridades toleradas pelo nosso Estado, somada a uma parte das forças armadas, seria combatida pela outra parte formada pelos beneficiários dos programas sociais do governo (faz-me rir...) e por outro punhado de soldados fiéis ao governo.

Junte tudo isso em confrontos e perseguições, discórdias, emboscadas, torturas, desabastecimento de mercadorias, falta de remédios, cortes de luz e gás, poluição de água, desabrigados de suas casas, paralisação das escolas, hospitais lotados (mais do que já está) e um caos total na vida das pessoas.

Em consequência, após decretada a vitória de uma ou outra parte, teremos milhares de órfãos, viúvas, aleijados, doentes, desabrigados e um atraso de anos no desenvolvimento da nação até que se retomem as aulas nas escolas, faculdades e o novo formato do novo governo.

Se você concorda que tudo isso não á apenas uma história de ficção científica, e que a qualquer momento isso tudo pode realmente acontecer por aqui, convido-o a apoiar na busca de um plano mais simples, bem mais simples, e nada doloroso: melhorar a qualidade das informações que chegam aos eleitores de todo o Brasil e lutar para uma reformulação de verdade dos administradores das cidades, estados e federação.

O Brasil tem solução, mas se a inteligência e o empenho de todos os que são capazes de pensar corporativamente não alcançar a massa manipulada e alienada pelo poder público em exercício, o fim dessa história pode ser uma tragédia sem precedentes na luta pelo poder, ou simplesmente culminando na baixaria definitiva e assumida de quem enriquece com o dinheiro público.

A corrupção está enraizada na vida de muitos dos que servem o país, e se não colocarmos a população para pensar de forma crítica, e não pensando apenas na sua comodidade, o caminho que o Brasil está trilhando é de um caos absoluto, que será experimentado amargamente por nossos filhos e netos.

A mensagem final é essa: não pegue em armas para mudar o Brasil. Vote melhor, promova a transparência e a clareza das informações de bastidores, não seja conivente com as mentiras e as meia-verdades de campanha e ajude os eleitores a selecionar com mais critérios seus candidatos.


....... Visite a Livraria Cultura e dê um vale presente a quem você ama!