segunda-feira, 13 de junho de 2011

Trabalho infantil: as duas faces da moeda

Discutir e criticar o trabalho infantil é um assunto complexo. Preparar a criança para o futuro ou utilizá-la para viver no presente?

Não são todas as famílias que vivem o conforto do repórter do jornal que convoca seu público a boicotar a compra de produtos que tiveram o trabalho infantil envolvido em sua produção, o que segundo ele (e segundo a lei) é crime.

No Brasil a pobreza é tão grande que o trabalho infantil pode sim ser muito positivo para que parte dos recursos para a família sobreviver não venham através do crime e da mendicância, mas do trabalho. Inclusive o infantil...

Mas o governo prega que lugar da criança é na escola. Que escola?! No Objetivo, Medianeira, Positivo, Dom Bosco, Bandeirante, Mackenzie, ou na precária rede pública?

Criança que trabalha não é filha de rico, e ao contrário do que se propaga por aí, não trabalha porque a mãe lhes obriga, mas porque precisa de um pãozinho e de um copo de leite para tomar pela manhã! Ela e seus irmãozinhos menores...

Não sou a favor do trabalho infantil. Na essência a iniciativa do governo está correta. Mas na prática, o mesmo governo não oferece condições para que as famílias sobrevivam enquanto seus filhos estudam, e em escolas com o mínimo de condições para a sua educação, segurança e inserção social como cidadãos responsáveis. Aquela esmola que chamam de Bolsa Escola não é a solução, está longe da realidade das milhares de famílias de baixíssima renda que o governo não mostra em suas campanhas institucionais.

Vamos entrar em um acordo: primeiro o governo precisa modificar o contexto de leis do Ministério do Trabalho que se, por um lado, visam "proteger" o trabalhador, na verdade impedem que muito mais empregos sejam gerados e ofereçam condições para que os pais de família não necessitem dos recursos financeiros gerados pelos filhos menores de idade. Depois falaremos sobre a qualidade das escolas públicas e por último discutiremos as leis e direitos da criança no que refere-se ao trabalho.

Enquanto isso, por favor, vamos fazer vista grossa para certos "crimes" cometidos pela sociedade como esse de trabalho infantil e vamos olhar com mais atenção para os crimes do Estado em não oferecer tudo aquilo que o direito da criança lhes garante.