sábado, 2 de outubro de 2010

Aulas de Português para profissionais brasileiros

Outro dia, a uns meses atrás, participei de um fórum de debates onde a pauta era o lançamento de aulas de português pelo Fisk. O debate foi caloroso, pois muitos acharam um absurdo uma escola de idiomas lançar um curso de português aqui no Brasil, e outros acharam mais absurdo ainda imaginar que a própria língua pátria não fosse dominada por tantos brasileiros.

O fato é que no mundo dos negócios temos encontrado pessoas que realmente não dominam o nosso idioma, e que inclusive nos transmitem uma impressão profissional negativa a seu respeito após redigirem uma carta ou um e-mail.

Quero ilustrar o que estou dizendo reproduzindo um texto na íntegra que chegou a mim essa semana por e-mail, redigido por alguém bem posicionado de uma grande indústria nacional:

"Solicito que vç passe essa solicitação a Regional e os demais que possam regularizar esta situação, que tem gerado insatisfação em todos os clientes! me deixando em desconforto pois minha região não esta tendo uma abastecimento satisfatoriamente tenho volumes suficiente pra fechamento de carreta mais ainda assim tem demorado muinto para concluir já que a entrega esta sendo realizada di 15 á 20 dia pra conclusão do pedidos, peço encarecidamente rever esta situação pois nossos volumes poderiam esta bem diferente se não estivessem essa rupturas contantes, sei que e de interesse de todos nos e que visamos uma crescimento ainda maior nesta região mais para isso preciso do apoio da Regional e Logistica reduzindo este prazos de entrega. Conto com a compreenção de todos pois não esta sendo facil tentar justificar estas frequencias ocorridas. Favor enviar uma posição referente o solicitado para o cliente. Agradecimentos."

Notem que a falta de concordância e a escrita de alguns termos baseados na sonoridade das palavras demonstram pouco conhecimento gramatical e pouca leitura.

Esse não é um caso isolado. Muitos brasileiros sofrem com nossa língua, que é difícil de fato e pouco exercitada. As pessoas têm imensa dificuldade em se expressar e transmitir o que desejam numa carta, por falta de treino da escrita e da leitura.

Eu não considero ruim que empresas ofereçam esses cursos internamente para pessoas de cargos de liderança, a fim de que possam representar positivamente suas marcas diante de clientes e parceiros de negócios.

Para o bom oportunista, aí está um nicho de mercado a ser explorado.