sexta-feira, 4 de junho de 2010

Parabéns, você foi escolhido para me ajudar

E eu que pensei que já tinha visto de tudo nessa vida, deparei-me com o seguinte e-mail em minha caixa de mensagens essa semana:

"Boa tarde Adriano, sou Fulana de Tal, trabalho na Secretaria da Segurança Publica, na Coordenadoria de Recursos Humanos, na função de Gerente de Administração e Pessoal.


Sou Pós-graduanda no curso de Gestão Pública e sociedade, pela Universidade do Nanhanha – UFX.


O meu artigo é sobre: Inclusão de Portadores de Necessidades Especiais. Escolhi o Supermercado Ciclano para fazer um estudo de caso sobre esse tema.


Para isso preciso que você me responda algumas questões, o ideal seria ir pessoalmente, como nosso tempo é muito corrido, gostaria que trocássemos informações por e-mail.

1 – Dados do Supermercado ?
2 – Quantos funcionários com necessidades especiais possuem?
3 – Numero geral de funcionários?
4 – Data de Funcionamento do Supermercado?

Essas quatro questões para poder dar inicio ao artigo.

Aguardo resposta"

Se os amigos observaram com atenção, verão por quê me indignei com essa mensagem, a qual descaracterizei o nome da pessoa, nome do supermercado, nome da instituição de ensino e a localização, para preservar o autor.

1 - Não houve um pedido do aluno para nós sobre a possibilidade de utilizar nossa empresa como objeto de pesquisa para o referido artigo;
2 - A apresentação do aluno e suas credenciais foi deveras detalhado, talvez uma forma de mostrar o nível de autoridade com quem estamos falando;
3 - A gentileza no pedido foi substituída por uma ordem de comando quando solicitado que se responda ao questionário, de interesse exclusivamente do aluno;
4 - O agradecimento ou simplesmente uma despedida no final do e-mail foi substituído por mais uma ordem de comando, sem ao menos a assinatura do autor.

Eu fico admirado que ainda haja essa falta de educação ou respeito por parte de algumas pessoas, que escrevem uma mensagem de e-mail como se estivessem conversando frente a frente, sem o mínimo de protocolo ou estruturação da mensagem. Já vi muito disso, recebi mensagens sem abertura e fechamento, simplesmente com o assunto jogado no meio, mostrando um jeito meio rude de se expressar e de se comunicar com alguém.

Mas essa mensagem em especial me incomodou demais, pois faltou quase tudo o que se espera de um aluno que precisa de nossa colaboração para redigir o seu artigo. Os valores pessoais e sociais realmente estão se deteriorando com o tempo...