quarta-feira, 19 de maio de 2010

Táticas de venda, se é que podemos chamar assim...

Eu pensei que já tinha visto de tudo, mas essa eu não aguentei... estava em minha mesa de trabalho quando uma das compradoras da empresa recebeu um vendedor de sapatos, tipo de plástico resteirinho.

Daí começou a demonstração. Mostrou o catálogo, alguns exemplares do produto, etc e deixou que a compradora fosse conhecendo. Então começou a soltar os argumentos de vendas. Foi vendido bem na loja X, é feito de material exclusivamente de primeira, sem nada reciclado (isso para ele é benefício!!!), e usou alguns termos que eu ainda não conhecia, como por exemplo, ele não pratica a venda do que não gira, não pratica a "empurrologia" ao cliente. Chama o Aurélio!!!

Mas a pérola do dia ainda estava por vir... se segura. A fim de estabelecer maior afinidade e conexão com o comprador entrou com aquele papo versátil e camarada de que "inclusive, é cliente fiel da nossa rede desde a sua fundação", só compra em nossas lojas, e que sua filha de 3 anos, quando aprendeu a falar, sabe qual foi a primeira palavra que ela disse? Ela disse QUARTETTO!!! O nome do nosso supermercado, olha só que fenômeno prazeroso!

Daí parei tudo o que estava fazendo e comecei a escrever esse post, só para seu deleite e reflexão. Vender é uma arte, mas cuidado para não fazer ela de forma muito abstrata...