quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Nos Aflitos havia uma pedra no caminho...


Nessa quarta-feira o Timbú precisava de uma vitória para sair da desconfortável linha que o colocaria de volta na zona de rebaixamento. Mas o adversário era o São Paulo...

Geninho bem que falou em entrevista coletiva antes do jogo que seria burrice pensar que os 2 desfalques no ataque adversário seriam uma desculpa para seu clube parecer favorito. Pois o adversário era o São Paulo...

E o Náutico veio com tudo pra cima, aproveitou que Rogério Ceni estava contundido e partiu pra cobrança de um penalti logo no início do jogo. Mas no gol estava Bosco, jogador do São Paulo...

O Timbú não se deu por vencido e abriu o placar logo em seguida e permaneceu no ataque. Mas o adversário ainda era o São Paulo...

Ainda no primeiro tempo o árbitro avermelhou o lateral tricolor Junior Cesar por reclamação. Tudo parecia favorável para o time da casa, mas o adversário era mesmo o São Paulo...

No segundo tempo os treinadores mexeram na equipe, e numa cobrança de falta na entrada da área por Hernanes, a bola desviou na barreira e o placar voltou à condição de igualdade. Esse é o risco de se enfrentar o São Paulo...

A arbitragem estava tensa, meio desnorteada, e mais duas expulsões aconteceram: a de Geninho fora de campo e a de Richarlyson dentro de campo. O timbu com dois jogadores a mais e jogando em casa, não podia esperar condições melhores para marcar mais um. Mas o adversário era o São Paulo...

A partir daí dois jogadores se destacaram em campo: Hogo, levando perigo e armando boas jogadas contra o gol adversário e Bosco, mostrando que para ser reserva de Rogério Ceni é preciso fechar a meta suportando a forte pressão adversária. E ambos são jogadores do São Paulo...

O fim dessa história foi trágica para uns e gloriosa para outros. Mesmo com desfalques importantes para o jogo, com dois jogadores a menos dentro de campo, e na casa do adversário, Jason ressurgiu através de um passe primoroso de Oscar para o "desprezível" Hugo (na opinião de Victor Birner), que desferiu duro golpe contra o gol adversário marcando um golaço e definindo o placar do jogo.

Se alguém tinha dúvidas sobre a qualidade desse elenco comandando por Ricardo Gomes, esse é o time que muitos chamam de Jason, em busca de mais um título nacional. Esse é o time que eu chamo apenas de São Paulo...