sábado, 24 de outubro de 2009

Emissões dos países ricos crescem 1%

Segue aqui um assunto postado no Linkedin por Wesley Forza, do site Celulose Online, cujo comentário logo em seguida eu quero apresentar aos amigos para análise e discussão:

22/10/2009 - Os países industrializados aumentaram suas emissões de gases-estufa mais uma vez em 2007, em vez de reduzi-las. A informação foi divulgada pela Convenção do Clima das Nações Unidas ontem, a 46 dias da conferência que definirá um novo acordo do clima, em Copenhague. Dados dos inventários nacionais de emissões desses países, submetidos à ONU, mostram que, entre 2006 e 2007, as emissões de gás carbônico e outros gases causadores do aquecimento global cresceram 1%. Foi o sétimo ano consecutivo de alta. Os países da União Europeia cortaram suas emissões de ano a ano em 1,6% em média, liderados pela Dinamarca -que reduziu 6,1%. Mas os EUA, o maior emissor do grupo de 40 países industrializados, aumentou suas emissões em 1,4%. Japão, Austrália e Canadá também viram suas emissões crescerem. Para o período que vai de 1990 a 2007, os países industrializados (o chamado Anexo 1) tiveram uma queda de 4% nas suas emissões, puxada sobretudo pelo colapso da União Soviética. Entre 2000 e 2007, porém, houve um crescimento de 3%. "O crescimento contínuo das emissões dos países industrializados permanece preocupante, apesar da expectativa de uma queda momentânea nas emissões causada pela recessão global", disse Yvo de Boer, secretário-executivo da convenção. Pelo Protocolo de Kyoto, 37 países industrializados precisam cortar suas emissões em 5,2% em relação a 1990 até 2012.
(
Fonte:DA ASSOCIATED PRESS. )

Comentários, na íntegra, de Marcos Dutra:


"Porque não são bobos e sabem que o aquecimento global não é provocado pelo CO2, e sim pelos ciclos solares.

Deixam para os países subdesenvolvidos e controlados pelo socialismo o prejuízo. Existem centenas de cientistas que questionam essa religião do Al Gore, mas eles são silenciados por essa campanha de propaganda que até Oscar tem. Felizmente grupos como o www.noteviljustwrong.com estão conseguindo trazer alguma sanidade no meio dessa histeria, antes que os globalistas consigam acabar com nossa economia e nosso futuro.

Não tenham dúvida, se o Ministro ex-terrorista Carlos Minc conseguir passar sua meta de redução de 40% na emissão de CO2, nossos filhos não terão emprego e viveremos em um novo bloco comunista, pagando taxa de carbono para comer um pedaço de pão. Os bancos internacionais, que irão comercializar os créditos de carbono, estarão rindo. A ONU, que vai determinar que fábrica o país vai poder ter, vai na prática mandar no Brasil.

Será que antes de tomarmos medidas tão drásticas e radicais, pelo menos poderíamos debater em um nível mínimo, ao invés de aceitar tudo que o Papa e Apóstolo Al Gore diz? Hoje na mídia brasileira não existe nenhuma discussão séria. Vejam bem quem traz o Al Gore para o Brasil: apenas bancos.

Procurem assistir o documentário "The Global warming Hoax" ou simplemente pesquisem no Google, antes que seja tarde."

E agora?! O que está por trás dessa polêmica?! O jeito é pesquisar a fundo...