segunda-feira, 10 de maio de 2010

O novo ranking da baixaria da TV brasileira

Essa eu coloco aqui para meus amigos a título de curiosidade tosca sobre a TV brasileira. Foi publicada no dia 06 de maio no M&M Online uma matéria intitulada "Big Brother Brasil 10 lidera o ranking da baixaria". Leiam na íntegra:

"A Rede Globo ("Big Brother Brasil 10"), o SBT ("Pegadinhas Picantes" e "Bronca Pesada"), a Rede TV! ("Pânico na TV") e a Record ("Se Liga Bocão") foram as emissoras de TV aberta, com os respectivos programas, que lideraram o 17º. Ranking da Baixaria na TV, produzido pela Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados e divulgado nesta quinta, 6. As 391 denúncias fundamentadas (de um total de 967 denúncias), feitas pelo público, envolveram temas como a nudez, apelo sexual, exposição de pessoas ao ridículo, desrespeito, incitação à violência, sensacionalismo, erotismo e palavrões.

Em relação ao ano passado, houve um crescimento de mais de 60% das denúncias fundamentadas. Em 2008, o 16º. Ranking contabilizou 243 denúncias fundamentadas e um total de 874 denúncias. Das 391 denúncias do ranking deste ano, o programa "Big Brother Brasil 10", da Rede Globo, liderou com 227 denúncias, seguido pelo "Pegadinhas Picantes", do SBT, com 105 reclamações, "Pânico na TV", da Rede TV!, com 34 denúncias, "Se Liga Bocão", da TV Itapoan/Record, com 14 reclamações, e "Bronca Pesada", da TV Jornal/SBT, com 11 denúncias. São reincidentes o "Pânico na TV" (teve 69 denúncias no ano passado) e o "Se Liga Bocão" (com 22 denúncias).

A campanha pela ética na TV - "Quem Financia a Baixaria é contra a Cidadania" - pode, por exemplo, com o acionamento do Ministério Público, provocar mudanças na grade de programação das emissoras, com o remanejamento de horários de programas ou até mesmo o cancelamento de programas ou de contratos de apresentadores. A campanha foi criada em 2002 por deliberação da Conferência Nacional de Direitos Humanos com o objetivo de promover o respeito aos princípios éticos e direitos humanos na televisão brasileira e conta com a parceria de entidades da sociedade civil."

Para se considerar parte da campanha "Quem Financia a Baixaria é contra a Cidadania" apoiando os que trabalham por essa causa, basta um simples gesto: mude de canal e não faça parte da audiência desse tipo de programação.

Uma ótima semana a todos!