sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

A Geração Y incomoda...

Hoje estava "folheando" rapidamente alguns blogs, quando perguntei-me: por que fala-se tanto da geração Y?

Fiz uma reviravolta cerebral e achei uma resposta satisfatória: porque a geração Y incomoda.

Incomoda numa mudança rápida do conceito vivencial tradicional, com a sua forma de ver o mundo, de agir e de participar dele.

A Geração Y começa a tornar físico e palpável algumas coisas que a poucos anos atrás só era visto nos desenhos dos Jetsons.

A tecnologia e o avanço rápido das telecomunicações tornou o comportamento e o modo de vida da nova geração uma mudança significativa e rápida, muito mais rápida e multiplicadora do que as mudanças de comportamento proporcionadas pela influência da geração The Doors e Janis Joplin.

A geração Y não tem nada de anormal, a não ser no fato de que suas características atingem e influenciam até as gerações mais tradicionais e conservadoras. Pessoas com mais de 40 anos fazem um grandíssimo esforço social e estético para assemelharem-se cada vez mais com os protótipos da geração Y.

A geração X e a dos Baby Boomers, os famosos "quarentões", estão imitando o modo de vida da geração Y. Ou seja, quem era formador de opinião passou a ser sujeito passivo, que necessita assemelhar-se físico e comportamentalmente às novas gerações por motivo de sobrevivência.

Os valores que antes eram passados de pais para filhos já não são mais os mesmos, e agora são os pais que passam a adquirir o modo de viver e de pensar dos filhos.

Por isso é que a geração Y incomoda. Ela não é apenas mais uma tribo com uma doutrina própria para a vida. Ela é uma nova cultura comportamental e social na qual a falta de adaptação deixará obsoleto e excluído o indivíduo rígido do passado recente. Aceitar essa condição não é mais uma opção, é uma necessidade. É por isso que incomoda... não te deixa escolha.