segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Você é um bom líder? Faça agora uma auto análise.

Para saber se você está sendo um bom líder, um dos métodos de avaliação que recomendo é essa rápida análise.

Na sua ausência, tipo durante as férias ou uma viagem de uma semana fora da empresa, veja o que acontece e o meu diagnóstico:

1 - Sua equipe fica sem rumo, a produtividade cai os procedimentos saem com diversas falhas - Você é um mau líder. Seu pessoal depende de você, não têm iniciativa ou segurança para trabalhar e ainda não compreenderam seu papel e o objetivo do departamento no contexto da empresa. Precisam ser conduzidos por você a todo instante, o que demonstra centralização de decisões e alienação funcional.

2 - Sua equipe cresce em produtividade e tudo corre dentro da mais perfeita ordem - Você é um líder tecnicamente eficiente, mas sofre rejeição do grupo. O ambiente de trabalho é melhor, a equipe trabalha com mais empenho e mais leveza sem você por perto. Aproveitam a sua ausência para mostrar a alguém, indiretamente, o quanto você é dispensável, promovendo mudanças e melhorando alguns processos do trabalho. Pode haver algum problema de relacionamento entre você e sua equipe, e sua forma de liderança não está sendo apreciada.

3 - Sua equipe trabalha normalmente, tudo segue dentro da normalidade e seu retorno é visto com satisfação por todos - Você é um bom líder. Sua equipe está qualificada para o trabalho e preparada para agir sem você, e sente-se bem com o seu retorno à frente das operações. Você é um líder orientado aos processos (e não às pessoas) e transmite segurança nas decisões tomadas por sua equipe, promovendo a livre iniciativa com responsabilidade.

Na análise pessoal e comportamental todo tipo de avaliação é muito relativa. Esse método que lhes apresento é mais uma maneira de se fazer uma auto análise e meditar nas respostas alcançadas. Esses 3 cenários propostos podem refletir uma verdade que vale a pena considerar. E se você encontrou alguma similaridade com o que de fato acontece, lembre-se: se está disposto a avaliar seu próprio desempenho desapegue-se do orgulho e calce as sandálias da humildade para reconhecer os pontos negativos a melhorar. E empenhe-se a melhorá-los... será bom para seu emprego atual e sua carreira profissional.