quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Frequência de brasileiros nos cinemas cresceu 25% em 2009. O que isso quer dizer?!

Segundo o Sindicato das Empresas Distribuidoras Cinematográficas do Município do Rio de Janeiro, um total de 112.047 milhões de pessoas freqüentaram as salas de cinema do País no ano passado, o que representa um aumento de 25% em relação ao ano de 2008. E o que eu tenho a ver com isso?

Se você é um profissional sagaz, poderá fazer uma análise aqui junto comigo. Veja só isso:

1 - O preço de uma sessão de cinema varia de R$15,00 a R$ 25,00 por aí, mais R$ 10,00 de estacionamento no shopping, mais um refrigerante com pipoca, sem falar no custeio do parceiro ou acompanhante, que poderá totalizar o passeio em até R$ 50,00 por 2 horas de diversão.

2 - Na internet, hoje você baixa os mesmo filmes do cinema com qualidade de DVD, ou pouca coisa inferior, apenas com o custo já incidente da ADSL e energia elétrica, podendo assistir qualquer filme no conforto do lar, comendo o que quiser a custo de supermercado.

Considerando a nova sociedade virtual, onde muita gente passa madrugadas conectado administrando relacionamentos a distância e baixando todo tipo de mídia, confesso que fiquei indignado com a informação de que a frequência no cinema aumentou consideravelmente em 2009.

Qual a justificativa disso?

Analisando o meu próprio blog com uma grande quantidade de postagens reclamando de mau atendimento, foi rápido interpretar a matéria: as pessoas buscam qualidade em tudo aquilo que desejam. Estão dispostas a pagar para assistir a um filme em alta resolução na tela do cinema, abrindo mão do trivial filminho na TV, no conforto do lar, e com o baixo custo da tubaína com biscoitos cream cracker para tirar todo o proveito possível de uma produção cinematográfica durante um agradável passeio.

O ramo de entretenimento está em alta, e assim como as pessoas esperam ser atendidas como um rei por quem vende, esperam também obter qualidade inigualável nos produtos e serviços que compram ou contratam. Gastar no cinema ao invés de assistir filme em casa vale a pena, assim como comer pizza na pizzaria ainda é muito mais gostoso do que o providencial disk-entrega!

Por isso eu digo que se você estiver satisfeito em ser ótimo no que faz, prepare-se para sair de cena... o mercado consumidor será conquistado por quem é EXCELENTE, pois paga-se, e paga-se muito bem por tudo aquilo que satisfaça aos anseios de quem está com o dinheiro para gastar.